Tipos de azeitona: conheça a variedade de azeitonas que compõem os azeites de oliva


Tipos de azeitona: conheça a variedade de azeitonas que compõem os azeites de oliva

Uma das iguarias mais antigas do mundo, o azeite de oliva é hoje utilizado de várias formas na culinária brasileira, atendendo desde a mais alta gastronomia até a cozinha tradicional de dia a dia.

A qualidade do azeite utilizado pode ser definida pelo seu sabor, que pode ser mais amargo, frutado e até picante. Durante a produção do azeite, alguns fatores são importantes para o seu sabor final, como a forma de armazenamento e o tempo de maturação dos frutos.

E a grande versatilidade de azeites é devida, em especial, à enorme variedade de tipos de azeitona que podem ser utilizadas para a produção dessa iguaria. Então, que tal conhecer algumas delas?

Arbequina

Esse tipo de azeitona espanhola é originária da região Arberca, na Catalunha. A partir dela, se produz um azeite fresco de características frutadas com notas de alcachofra e tomate. Bem equilibrado, ele tem sabores mais picantes quando a azeitona é colhida verde e mais doces quando elas estão mais maduras, sua adaptação origina azeites extra virgem especiais no Brasil.

Azeite Arbequina

Picual

Uma das espécies mais consumidas no mundo, a azeitona Picual representa cerca de 50% da produção do setor na Espanha, que é o seu país de origem. Essa azeitona é preta e tem sabor levemente amargo, produzindo azeites que são bastante estáveis, já que aguenta altas temperaturas por mais tempo sem perder as suas características.

Arbosana

Essa azeitona espanhola também se adaptou bem aos solos tropicais do Brasil. O seu azeite é picante e levemente amargo e possui um caráter médio frutado, com notas bem distinguidas de tomates maduros.

Azeite Arbosana

Koroneiki

Uma das azeitonas gregas mais conhecidas, a Koroneiki é uma espécia que se adaptou bem ao clima e solo brasileiro. O azeite produzido por ela é bem frutado, com notas de maça verde. Ele também possui uma certa picância e um leve amargor.

Azeite Koroneiki

Arauco 

Produzida majoritariamente na Argentina, a espécie é originária do Vale de Arauco, no norte da Argentina, onde e a exportação de azeitonas é responsável por boa parte da renda da região. De formato oval e coloração verde-clara, ela possui um sabor forte e agradável que caiu no gosto dos brasileiros, sendo a azeitona mais consumida no país.

Verdial 

Tipicamente portuguesa, a azeitona Verdial é utilizada, principalmente, para a extração de azeites. De coloração verde-folha, ela produz azeites finos de sabor persistente, com notas frutadas e amargor e picância marcantes, mas é pouco utilizada para o consumo de mesa ou em conserva.

Confira nossos azeites

Por fim, depois de conhecer os tipos de azeitona, saiba que, além do sabor final dos azeites, outra variante importante para medir a qualidade do produto é a acidez. Assim, para que um azeite seja considerado extravirgem, por exemplo, é necessário que a acidez seja muito baixa, inferior a 0,8%, propiciando uma especiaria mais suave e delicada. 

Se gostou saber mais sobre os tipos de azeitona e quer entender ainda mais sobre o universo das oliveiras, siga-nos no Facebook e no Instagram e não perca os nossos artigos e novidades!



Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!