Dicas para previnir o câncer de mama


Dicas para previnir o câncer de mama

Estudo indicam que o câncer, além de outros fatores, está diretamente ligado aos hábitos das pessoas. No Brasil, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de mama responde por cerca de 25% dos novos casos registrados anualmente da doença.

Apesar dos números, o câncer de mama é curável, em até 98% dos casos, se detectado na fase inicial. A Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) recomenda a realização da mamografia em mulheres entre 40 e 69 anos, ou antes dessa faixa etária caso haja histórico familiar de câncer de mama ou a indicação de um profissional de saúde a partir de um exame clínico.

O autoexame é uma maneira de a mulher conhecer o próprio corpo e perceber possíveis alterações, mas, muitas vezes, o tumor não consegue ser percebido apenas pelo toque. Por isso, é importante o acompanhamento regular com médico, que irá avaliar clinicamente a paciente e fazer as prescrições de acordo com a necessidade.

Entre as principais formas de prevenção está a alimentação, a prática de exercícios físicos e a adoção de hábitos saudáveis ao longo da vida.

Pratique atividade física

A prática de atividade física diminui em cerca de 1/3 os riscos de desenvolver câncer de mama. Pratique 30 minutos de exercícios físicos, pelo menos três vezes na semana, ou de acordo com as suas necessidades. Procure um profissional da área para receber orientação.

Controle a alimentação

Uma dieta equilibrada evita o sobrepeso e melhora a qualidade de vida. Alimentos industrializados, enlatados e conservados contêm agentes cancerígenos na composição e devem ser evitados. É o caso das carnes processadas, defumadas, curadas ou salgadas (carne de sol, charque e peixes salgados) e embutidos, como salsicha, linguiça, mortadela e salame.  Dê prioridade aos vegetais e coma pelo menos cinco porções ao dia de frutas, legumes e verduras. São alimentos ricos em vitaminas essenciais, sais minerais e fibras, além de substâncias antioxidantes que protegem contra a maioria dos tipos de câncer.

Não fume

O cigarro contém cerca de 4.720 substâncias tóxicas, que levam a uma série de doenças, entre elas, o câncer.  O tabagismo é considerado a principal causa de morte evitável pela Organização Mundial da Saúde (OMS) – 4,9 milhões pessoas (mais de 10 mil por dia) morrem todos os anos em decorrência do cigarro – e estima-se que 30% de todos os casos de câncer são devido ao tabagismo.

Não consuma álcool

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o alcoolismo causa entre 2% e 4% das mortes por câncer, sendo um dos fatores de risco para o desenvolvimento de diversos tumores, incluindo o de mama, principalmente se o uso for combinado com o tabaco. Além do câncer, o consumo de álcool está associado a mais de 200 tipos de doenças, entre cardiovasculares, mentais e hepáticas.

    Os benefícios do azeite de oliva extra virgem

O azeite de oliva extra virgem, combina perfeitamente com saladas e pratos quentes, mas também traz muito benefícios à saúde e lembramos que além de proteger o coração, o azeite de oliva extra virgem também ajuda na prevenção do câncer de mama.  Na Universidade de Granada, na Espanha, diante dos olhos dos cientistas, seus componentes inibiram a expressão de um gene, o HER2, que dispara a forma mais insidiosa da doença.

Confira no infográfico os benefícios!



Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!