Combinando queijos com azeite Verde Louro


Combinando queijos com azeite Verde Louro

A harmonização de vinhos é uma prática muito comum nos melhores restaurantes e desperta o interesse dos apaixonados por gastronomia. Já a harmonização de azeites ainda é menos conhecida, mas desperta mais adeptos a cada dia devido a qualidade dos azeites e as inúmeras combinações.

A primeira regra para a harmonização dos azeites com alimentos, é escolher a variedade que vai agregar sabor e não mascarar o prato. Herança da cultura mediterrânea, na qual é carinhosamente apelidado de “ouro líquido”, o azeite muda de acordo com as espécies de azeitona, lugar de produção, fase de colheita e condições ambientais, já que todos esses fatores influenciam em seu perfume e sabor. 

Diferentemente dos vinhos, a combinação do azeite é feita de maneira concordante — exceto no caso de alimentos ácidos — e simultânea, e não de contraposição (alternando-se o atributo principal do vinho com o do prato) e alternada (já que o vinho somente complementa, mas não compõe o prato).

Em outras palavras, concordância refere-se a escolher atributos do azeite que sejam similares aos atributos dominantes do prato. A simultaneidade, por sua vez, diz respeito ao fato de que o azeite pode ser misturado à receita ou somente usado na finalização.

Finalmente, uma terceira regra de harmonização de azeite e pratos refere-se à proporcionalidade, de forma que, quanto mais forte for o atributo do prato escolhido, mais forte deverá ser a particularidade do azeite em questão.

 

Combinando com os diferentes tipos de queijos

 

Arbequina

Com aroma frutado e sabor delicado, o Arbequina da Verde Louro possui sabor amendoado agradável, elegante, suave e tem boa persistência. Combina perfeitamente com queijos frescos como cream cheese, ricota, cottage, feta e minas frescal.

 

Arbosana 

De sabor marcante e harmonioso de frutos secos e pimenta verde, o Arbosana é equilibrado e persistente, um azeite com muita personalidade.

Ideal para untar queijos frescos como cream cheese, ricota, cottage, feta e minas frescal e semi curados que são os queijos que passam por uma maturação de 30 dias, criando uma consistência mais firme.

 

Koroneiki

Azeite com aromas de frutado verde e muito toques florais. Possui grande complexidade, na qual se percebem notas doces de especiarias, mel, aniz, frutas maduras e verdes. É um azeite equilibrado e intenso, notas ligeiramente amargas e picantes com persistência.

Ideal para dar harmonizar com queijos curados, de sabor marcante. O queijo curado é um queijo mais seco e mais firme, casca amarelada e de sabor levemente ácido. Seu processo de maturação fortalece a intensidade do seu sabor e melhora a sua conservação.




Por
30/11/2020


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!