Azeite de oliva extra virgem na alimentação infantil


Azeite de oliva extra virgem na alimentação infantil

O azeite de oliva extra virgem é um alimento que não pode faltar em qualquer dieta saudável. O produto é fundamental para estabelecer cardápios ricos em nutrientes e equilibrado em calorias.

Introduzir o azeite de oliva extra virgem na alimentação das crianças vai fazer elas crescerem mais saudáveis e terem menos problemas de saúde no futuro. Fonte de vitaminas A, D, E e K, o alimento ajuda no desenvolvimento dos ossos, fortalece o sistema imunológico, regula a flora intestinal e contribui para o desenvolvimento da criança. O produto pode entrar no cardápio dos pequenos desde cedo como ingrediente das papinhas.

Previne o colesterol infantil

O colesterol alto é um problema de saúde muito comum em crianças com sobrepeso. O azeite de oliva extra virgem possui ácido oléico que auxilia para que o nível do colesterol se mantenha normal nos pequenos. Além disso, o azeite de oliva reduz a fome, o que vai ajudar a diminuir o excesso de peso da criança.

O azeite de oliva extra virgem possui diversas vitaminas importantes para o organismo dos pequenos. A vitamina A ajuda no bom funcionamento dos olhos, no crescimento e no desenvolvimento das crianças. A vitamina também participa da defesa do organismo, já que mantem úmida e saudável as mucosas.

A vitamina D, está relacionada à absorção de cálcio e, portanto, ao fortalecimento dos ossos dos pequenos. Já a vitamina K é importante para a coagulação do sangue. Por último, a vitamina E tem a função de proteger os pulmões contra a poluição, os vasos sanguíneos, o coração e os nervos. O produto também contém Omega 3 e ácidos graxos que são fundamentais para que a criança cresça forte e sadia.

Melhora as funções digestivas

A ingestão do azeite de oliva extra virgem pelas crianças é importante porque a quantidade de vitaminas no produto faz com que o aparelho digestivo se desenvolva corretamente. O aporte do azeite de oliva extra virgem estimula o crescimento e favorece na absorção dos minerais e o cálcio e possa melhorar a digestão.

O azeite de oliva extra virgem pode ser inserido na dieta dos bebês a partir dos seis meses de idade, quando eles dividem a alimentação entre o leite materno e papinhas. Os bebês podem consumir azeite de oliva extra virgem, desde que com moderação. A recomendação é não ultrapassar a quantidade de 15 ml ao dia, começando com 5 ml e acrescentando aos poucos até o limite.

É importante introduzir o alimento no cardápio das crianças desde cedo, assim elas já acostumam o paladar ao sabor do azeite de oliva extra virgem. Confie na qualidade, reconhecida internacionalmente, dos produtos Verde Louro e ofereça o melhor azeite de oliva extra virgem para os pequenos.



Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!